Bike Point SC

Fale Conosco

ou ligue: (48) 3443-4332

Meu Carrinho

Produto(s): 0

Você está em: Institucional / Últimas notícias

Voltar

Últimas notícias


04/12/2017 por: João Paulo

Conheça o seu capacete por dentro!

 

 

Se você já comprou um novo capacete ultimamente, há uma boa chance de se encontrar confrontado com uma série vertiginosa de opções. Todos os capacetes são necessários para atender a certos padrões, mas cada vez mais empresas estão trabalhando para desenvolver produtos que ultrapassem as certificações existentes, especialmente quando se trata de reduzir a quantidade de força rotacional que atinge o cérebro durante um acidente.
MIPS é uma dessas empresas e, apesar de não ser um fabricante de capacete, 1,7 milhão de capacetes foram vendidos no ano passado e foram equipados com uma camada de baixa fricção. Visitando a sua sede na Suécia, dá para saber mais sobre a história da empresa, bem como sobre o futuro.


 

Na entrada você tem uma parede contendo modelos de capacetes equipados com MIPS.

O que exatamente é MIPS?
O termo sistema de proteção contra impactos multidirecional parece complicado, mas a premissa básica do MIPS é bastante simples. Envolve a colocação de uma camada de baixa fricção (uma fina peça de plástico suspensa por elastômeros) entre a cabeça do ciclista e a espuma EPS do capacete. Durante um acidente, esta camada é projetada e permite que a parte externa do capacete deslize sobre ela, reduzindo a quantidade de energia rotacional que atinge o cérebro. Por que a energia rotacional é ruim? Uma palavra: concussões. Quando você bate no chão em um ângulo, o que normalmente é o caso de um acidente de bicicleta de montanha, seu crânio para de se mover, mas seu cérebro, suspenso no líquido cefalorraquidiano, continua girando. Este movimento rotacional tem sido associado a concussões, bem como hematomas cranianos e lesões axiais difusas.

"Meu cabelo faz a mesma coisa - por que eu preciso de MIPS?" Esse pensamento aparece bastante sempre que postamos novidades sobre a revisão de um capacete equipado com MIPS, e é uma questão válida. Afinal, se você pressionar o topo da cabeça e mover a mão para frente e para trás, seu couro cabeludo se move. É fácil ver por que alguns ciclistas seriam céticos. De acordo com o MIPS, eles descobriram que a quantidade de força que é colocada na cabeça durante um impacto evita que o cabelo ou o couro cabeludo de um ciclista faça o movimento suficiente para reduzir a quantidade de energia rotacional. É aí que entra esse plano de plástico, projetado para ser efetivo mesmo quando submetido às altas forças geradas durante um impacto.



Hons Von Holst e Peter Halldin, os criadores do conceito MIPS.

É assim que funciona!

Em um capacete com o MIPS Brain Protection System (BPS), o casco e o forro são separados por uma camada de baixa fricção. Quando um capacete com MIPS Brain Protection System é submetido a um impacto angulado, a baixa camada de fricção permite que o capacete se deslize em relação à cabeça. O MIPS BPS foi projetado para adicionar proteção em capacetes contra o movimento de rotação. O movimento rotacional é uma combinação de energia rotacional (velocidade angular) e forças rotacionais (da aceleração angular) que afetam o cérebro e aumentam o risco de lesões cerebrais menores e graves. MIPS BPS foi provado cientificamente para reduzir o movimento de rotação quando instalado em um capacete, absorvendo e redirecionando energias rotativas e forças transferidas para o cérebro.


Efera do Cérebro

A ilustração é baseada em dados que foram gerados usando um modelo de computador de elementos finitos, com base em medidas obtidas a partir de nove acelerômetros em uma cabeça simulada de teste de choque híbrido III. A cabeça fictícia que usava um capacete foi submetida a um impacto angulado usando o equipamento de teste MIPS. O modelo ilustra a tensão no cérebro de um impacto angular semelhante quando a cabeça manequim está usando um capacete sem MIPS e um capacete com MIPS.


A grande misconcepção.

Normas e como são causados os traumas.

As estatísticas de acidentes mostram que muitas lesões ocorrem devido ao impacto angulado na cabeça. No entanto, em testes de capacete padrão o capacete.

É descartado verticalmente sobre uma superfície plana. Os resultados são úteis para medir impactos verticais precisos, mas muito inferiores para medir o cenário mais realista de um impacto angulado. O MIPS foi desenvolvido para a realidade e aumenta a proteção contra impactos angulados.

 

mais notícias